5 motivos para não contratar uma Consultoria em Gestão

5 motivos para não contratar uma Consultoria em Gestão

A contratação de uma consultoria por parte de qualquer empresa deve ser precedida de várias etapas com profundas discussões e reflexões internas, por parte da contratante. Estas etapas devem acontecer antes mesmo de se avaliar as características da própria consultoria, tais como:

  • Seu status no mercado;
  • O investimento necessário;
  • Sua expertise;
  • Seu índice de sucesso;
  • Sua capacidade de realização.

Todos esses itens e outros são importantes e decisivos, mas nenhum é mais importante que este: se a organização empresarial realmente está preparada e com o pensamento bem sedimentado para contratar uma consultoria e aceitar os resultados que sairão deste futuro trabalho. Pode parecer absurdo, mas muitas empresas, não estão preparadas para aceitar resultados de um trabalho que não estão de acordo com a cultura da organização.

Antes de contratar uma consultoria, a cúpula da empresa precisa estar totalmente desprovida de preconceitos, precisa ter uma visão aberta para as novidades sejam elas quais forem. Os preceitos, já conhecidos de longa data, devem ficar do lado de fora desta “sala de reuniões”. Alguns exemplos práticos para não se contratar uma Consultoria em Gestão.

  1. Não ter clareza dos objetivos estratégicos da empresa

Muitas empresas não possuem um plano estratégico atualizado, ou pior tem vários anos de mercado e nunca fez um plano estratégico. Algumas frases que sem dúvida você já ouviu; “Plano estratégico é para empresa grande, isso é jogar dinheiro fora”; “No Brasil até o passado é improvável, quanto mais adivinhar o futuro”; “Minha família comanda está empresa há 60 anos e nunca precisou de plano estratégico”.  Um plano estratégico deve ser visto como um documento indispensável para qualquer tipo de empreendimento empresarial. Ele deve indicar claramente onde e como a empresa quer estar, seja no curto, médio e longo prazo. Um plano estratégico aborda as questões econômica, financeira, patrimonial, fiscal e tributária, de mercado (nacional e internacional), concorrência, fornecimento, logística, recursos humanos, etc. Quem não tem claro para onde deve ir, qualquer lugar serve. Uma Consultoria não irá ajudar neste caso.

  1. Não estar preparada para implementar as recomendações da Consultoria

Caso a empresa não esteja preparada financeiramente para investir em remodelações e ajustes ou não veja isso como prioridade ou queira implementar aos poucos quando a recomendação é fazer de uma vez só, também não deve consultar uma Consultoria em Gestão, Afinal não sentido   comprar um carro de luxo e caro, se não consigo pagar sua manutenção. Na boa administração a regra de ouro é ter uma capacidade de investimento adequada. Se por qualquer motivo, a organização não consegue ter uma reserva de caixa, é melhor esperar outro momento.

  1. A empresa tem aversão para novidades administrativas 

Se a empresa sofre da síndrome da imobilidade: “Aqui sempre foi assim e deu certo, mudar porquê?”  “Ou em time que está ganhando não se mexe”. Se a direção pensa assim, então não deve ‘perder tempo” com uma Consultoria de Gestão. Não vale a pena, investir tempo, recursos em horas trabalhadas e dinheiro em algo que ficará na gaveta perdida de algum arquivo morto. A empresa deve ser como uma pessoa, que deve fazer check-ups regularmente, para se prevenir quaisquer situações que poderá causar males no futuro. De nada adianta consultar um médico e não seguir seu receituário. 

  1. A empresa não tem diretoria participativa apenas um dono autoritário

“Pode escolher um Ford T de qualquer cor, desde que seja preta”. Famosa frase atribuída a Henry Ford proferida no início do século passado, quando o automóvel se tornou popular nos Estados Unidos. Os tempos efetivamente eram outros, a economia não era globalizada, a velocidade das mudanças e novidades era muito mais lenta e o empresário de sucesso era o “senhor da razão”. Hoje é mais do que necessária uma participação de muitos colaboradores, a época autoritária é de outro século, a economia participativa e democrática em uma empresa é realidade. Novos produtos surgem e desaparecem em uma velocidade estonteante. Se uma empresa tem um presidente que é autoritário ao extremo, que apenas suas ideias são aceitas, não é recomendável que contrate uma Consultoria, pois se as recomendações forem diferentes de seu pensamento, estas não serão aplicadas. 

  1. A empresa não tem uma visão global de seu ecossistema 

A empresa não consegue enxergar seus fornecedores e colaboradores como parceiros de negócios. Não se preocupa em promover o desenvolvimento dos demais, não se interessa por novos negócios ou nichos de mercado, não está atualizada com questões externas como meio ambiente ou novas formas de trabalho, questões de inclusão social. Certamente ela não estará preparada para uma consultoria de qualidade. Hoje qualquer empresa deve estar conectada com o que acontece a sua volta. Este pensamento também serve para uma Consultoria, se ela não está conectada com o futuro não deve ser consultada. 

A BI4US possui uma equipe renomada de consultores, atua dentro de todas as regras das boas práticas administrativas e empresariais, tem uma ilibada reputação no mercado e goza de uma respeitável credibilidade agindo sempre de acordo com sua comprovada metodologia de trabalho. Atendemos a qualquer tipo de empresa quer seja do ramo industrial, comercial ou de serviços. Não espere seu empreendimento apresentar dificuldades para chamar um especialista, o custo pode ser alto.

Uma adequada análise preventiva é infinitamente mais barata, menos traumática e mais adequada à manutenção da boa conformidade da empresa do que uma profunda intervenção visando a salvação do negócio.

Entre em contato!

Haldan Digital

Haldan Digital

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

×

Olá!

Entre em contato e tire suas dúvidas.

× Em que posso te ajudar?